Live Light

Qual a mochila e o peso ideal para carregar?

21 de fevereiro de 2019

Pense antes no que levar para escolher a mochila ideal. Além do modelo convencional, a Kipling tem malas transversais e de rodinha.

“Nossa, mas que mochila pesada!”. Com certeza, voc√™ j√° falou ou pelo menos pensou isso alguma vez ao colocar sua mochila nas costas.

Saiba: é melhor não arriscar. O corpo fala e precisamos respeitar os seus limites!

√Č preciso aten√ß√£o especial, sobretudo com jovens e crian√ßas, ¬†j√° que a rotina de estudos os obriga a transportar material diariamente. E, caso o peso n√£o seja adequado, existe risco de desenvolver problemas de postura que prejudicam o corpo.

De acordo com especialistas,  um jovem estudante não deve carregar mais que o equivalente a 10% do seu peso. Por exemplo: uma pessoa de 70kg só pode carregar até 7kg nas costas.

Vale lembrar: al√©m de carregar peso dentro do limite, √© preciso regular bem a mochila! √Č recomendado ajustar a mochila para que a base fique na altura da regi√£o lombar. Dessa forma, o peso fica melhor distribu√≠do.

Com que mochila que eu vou: use Kipling em diferentes momentos!

Cada mala tem seu limite de peso e uso. Por mais resistentes e espaçosas que sejam, até as malas da Kipling tem seus próprios limites. E devem ser respeitados!

Primeiro, defina o que você precisa. Quer uma mala de viagem? Ou apenas uma bolsa serve para carregar os pertences? Precisa se deslocar por longos trajetos ou o caminho é curto?

Todas essas perguntas devem ser respondidas na busca pelo modelo ideal. Uma mochila de rodinhas, por exemplo, pode ser um pouco mais carregada sem prejuízo às costas. Fato que não acontece com uma mala transversal, por exemplo.

A Kipling tem mochilas de todos os tamanhos e estilos. Modelos como a Gouldi ou a Ava s√£o mais compactos e, portanto, suportam menos peso. Outras mochilas como a Seoul s√£o mais preparadas para carregar peso e contam com outros compartimentos que distribuem os materiais.

Confira esses e outros modelos no site.

Kipling

Saiba mais em: Blog, .


Comente!